domingo, 23 de agosto de 2009

Bye Bye Brasil(Chico Buarque)

Oi coração,
Não dá pra falar muito não,
Espera passar o avião,
Assim que o inverno passar
Eu acho que vou te buscar,
Aqui ta fazendo calor,
Deu pane no ventilador.
Já tem fliperama em Macau,
Tomei a costeira em Belém do Pará,

Puseram a usina no mar,
Talvez fique ruim para pescar,
Meu amor.

No Tocantins,
O chefe dos parintintins,
Vidrou na minha calça Lee.
Eu vi uns patins pra você,
Eu vi um Brasil na tevê,
Capaz de cair um toró,
Estou me sentindo tão só,
Oh, tenha dó de mim.
Pintou uma chance legal,
Um lane lá na capital,
Nem tem que ter ginasial,
Meu amor.

No Tabariz

O som é que nem os Bee Gees.
Dancei com uma dona infeliz
Que tem um tufão nos quadris,
Tem um japonês trás de mim.
Eu vou dar um pulo em Manaus,
Aqui tá quarenta e dois graus,
O sol nunca mais vai se pôr.
Eu tenho saudades da nossa canção,
Saudades de roça e sertão,
Bom mesmo é ter um caminhão,
Meu amor.

Baby, bye bye,
Abraços na mãe e no pai,
Eu acho que vou desligar,
As fichas já vão terminar.
Eu vou me mandar de trenó
Pra Rua do Sol, Maceió.
Peguei uma doença em Ilhéus
Mas já tô quase bom.
Em março vou pro Ceará
Com a benção do meu orixá,
Eu acho bauxita por lá,
Meu amor.

Bye bye, Brasil,
A última ficha caiu,
Eu penso em vocês night and day,
Explica que tá tudo okay,
Eu só ando dentro da lei.
Eu quero voltar, podes crer,
Eu vi um Brasil na tevê,
Peguei uma doença em Belém,
Agora já tá tudo bem
Mas a ligação tá no fim,
Tem um japonês trás de mim.
Aquela aquarela mudou,
Na estrada peguei uma cor.
Capaz de cair um toró,
Estou me sentindo um jiló,
Eu tenho tesão é no mar.
Assim que o inverno passar,
Bateu uma saudade de ti,
Tô a fim de encarar um siri.
Com a benção do Nosso Senhor
O sol nunca mais vai se pôr.

obs:postado por Vanessa Lucena

Nenhum comentário:

Postar um comentário